Grupo ESOC

Gestão de Saúde Corporativa

Em um cenário, corporativo, cada vez mais acirrado e competitivo é preciso investir e manter a saúde dos seus trabalhadores, diminuir acidentalidade (do trabalho ou não), acompanhar os afastamentos dos funcionários, fazer a promoção à saúde, minimizar/neutralizar as condições de desencadeamento de acidentes e doenças ocupacionais. Esses são aspectos, que quando centralizados no pensamento sistêmico, estará impactando diretamente na redução dos custos do plano médico e diretamente invocando a flexibilização do FAP (Fator acidentário de prevenção), que poderá chegar até à metade do valor pago mensalmente aos cofres públicos.

Gestão de Afastados:

Com acompanhamento dos trabalhadores afastados visando minimizar o tempo de afastamento previdenciário, com gestão humanizada assim como realizar o detalhamento previdenciário dos diversos tipos de afastamentos.

Gestão de Reabilitados:

Com acompanhamento dos trabalhadores que exercem atividades específicas após processos de reabilitação (acidentária ou previdenciária) .

Gestão de Sinistralidade de Assistência Médica:

Acompanhamento da sinistralidade de convênio médico em função de uso e eleição de procedimentos médicos disponíveis no plano.

Gestão de FAP:

Acompanhamento do FAP, análise dos fatores incidentes como sinistralidade e gravidade, com customização de ações para diminuição de acidentes do trabalho assim como do tempo do afastamento, em especial dos benefícios acidentários.